3
Posted by Telma Myrbach on 7 de junho de 2012 17:16 in , , , ,

MARAVILHOSO! - 5 estrelas dadas com prazer.

07/06/2012

Minhas impressões:

Muito mais do que um thriller policial, “Do Outro Lado” é uma viagem ao interior da mente humana. É uma descrição crua dos sentimentos, emoções, medos e questionamentos que fazemos no dia-a-dia.

Apesar de denso, o livro é narrado de maneira gostosa e simples (que é onde percebo estar sua poesia). A sucessão de acontecimentos está muito bem alinhavada, resultando numa estória extremamente bem contada.

Em alguns momentos podemos “prever” o que acontecerá em seguida, mas somos, na maior parte do tempo de leitura, surpreendidos.

Peguei-me admirada com a inteligência, perspicácia e imaginação ilimitada da autora. Sem dúvida, Natsuo Kirino ganhou uma fã.

Você sabe o que é torcer para que alguém saia impune de um crime, mesmo esse alguém sendo culpado? Sabe o que é mudar de ideia sobre um personagem constantemente? É isso! O livro incita a contradição de pensamentos e à revisão de conceitos moralistas que já trazemos conosco. Creio que isso aconteça porque a autora nos mostra o ponto de vista de cada um dos personagens sobre o mesmo fato e claro, eles variam dependendo da motivação. O que lhe levou ao ódio, pode levá-lo à compaixão, após a leitura da "mente" do personagem.

O único aspecto negativo é o que talvez eu possa atribuir à tradução: algumas frases ou comportamentos chegam a ser muito simplistas diante da complexidade das ações que lhes seguem, no texto/estória. Outros pequenos clichês também contam aqui como aspectos negativos, entretanto, posso afirmar com veemência que, O LIVRO VALE MUITO À PENA!

SUPER RECOMENDO!

Deixo você com a sinopse do próprio livro:

~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.

Sinopse:
De meia-noite às cinco e meia, sem intervalo, Yayoi, Masako, Yoshie, Kuniko e seus colegas permanecem ao lado da esteira transportadora, embalando quentinhas. Apesar de oferecer bom salário para meio-expediente, o serviço na fábrica de refeições de comida pronta é desgastante. Entre o trabalho mecânico da madrugada e os afazeres domésticos da manhã seguinte, as quatro operárias japonesas viveriam o repetitivo e extenuante cotidiano da mulher contemporânea até que um trágico assassinato mudasse suas vidas para sempre.
Casado com a bela Yayoi e pai de seus dois filhos pequenos, Kenji Yamamoto chegara ao limite da irresponsabilidade ao arriscar todas as economias da família no bacará. Viciado no jogo e obcecado por uma misteriosa e sensual prostituta da boate Playground, perdera o respeito em casa quando agrediu covardemente a mulher. No dia seguinte, reagindo às humilhações impostas pelo marido, Yayoi o enforca, em uma briga, com o cinto de sua calça.
O gesto inconseqüente da jovem senhora Yamamoto é o início de uma trama sem mocinhos e bandidos. Desesperada com a possibilidade de parar atrás das grades, Yayoi apela para a solidariedade de sua colega de fábrica Masako, que, por estranhos motivos, decide ajudá-la a se livrar do corpo do marido. Com a ajuda de Yoshie e Kuniko, Masako desmembra o cadáver de Kenji e o espalha em sacos plásticos pelos lixos de Tóquio. O assassinato talvez ficasse para sempre sem solução se corvos não indicassem à polícia as primeiras pistas do crime.
Ao identificar em poucos dias o corpo de Kenji Yamamoto, os investigadores logo passam a se debruçar sobre as possíveis causas do homicídio. Os problemas que o marido de Yayoi acumulara na boate Playground e no cassino anexo lançam suspeitas sobre o cafetão Satake, um homem capaz de tudo para proteger suas “mercadorias”. Cúmplices no assassinato e na ocultação de cadáver, Yayoi, Masako, Yoshie e Kuniko sabem, porém, que seu segredo está a perigo. Suas vidas de tédio e indiferença nunca mais serão as mesmas
.”






|
Gostou?

3 comentários:

  1. Pela sua resenha e pela sinopse, realmente o livro é denso e tenso.

    Pra mim, infelizmente, não dá. De tensa já basta a vida e eu tô precisando é ler sessões da tarde para distrair a cabeça dos problemas constantes que surgem.

    PS: Tá lendo "Sorte ou Azar?" que lindoooo!

    ResponderExcluir
  2. Nanda,
    Esse livro realmente não é para quem já está tensa, não... Tem livros que são "um bálsamo" e esse, definitivamente não é.
    Geralmente intercalo leituras como essa com livros mais "lights" e por isso estou lendo agora "Ovelha Negra", que não tô gostando e "Sorte ou Azar" que é master fofo!
    Super beijo e meu desejo de que essa fase phoda, passe logo!
    :)

    ResponderExcluir
  3. Apesar de tenso, gostei da sinopse...vou ler.
    Valeu Telma

    ResponderExcluir

Comenta aê!

Copyright © 2009 Retalhos Assimétricos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.