3

Resenha: O oceano no fim do caminho - Neil Gaiman

Posted by Samantha Freitas on 19 de agosto de 2013 06:00 in , , , , ,





Há cerca de seis meses, se alguém me perguntasse quem era Neil Gaiman, eu diria apenas que era um autor de quadrinhos (Sandman) e não que eu conhecesse os quadrinhos! Alguns amigos fãs me apresentaram há mais ou menos dez anos e eu definitivamente não gostei. 

Porém, em fevereiro, fui devidamente apresentada ao Gaiman escritor, através do livro Coisas Frágeis. Gostei tanto que intimei minha amiga a me emprestar outros livros dele. E quando soube que seria lançado no Brasil seu mais novo livro para o público adulto, não resisti e comprei o livro na pré-venda. Ainda assim, demorei algumas semanas para retirá-lo da estante, já que estava terminando de ler duas séries de livros. 

Lamento profundamente ter esperado quase dois meses. O oceano no fim do caminho é quase como um conto de fadas para adultos, muito bem escrito e com um estilo bem característico com cenas bem tensas e beirando o terror. Em alguns momentos, fiquei quase tão assustada como quando li Coraline.

Li o livro de uma vez, não apenas por ser um livro curto, mas também por ser uma história daquelas que eu simplesmente não consegui parar de ler de tão envolvida que fiquei. 

O livro conta a história de um homem que vai a um velório no lugar onde passou sua infância e em determinado momento, ele começa a se lembrar de acontecimentos esquecidos há mais de 40 anos. Ele se vê como um menininho inteligente, diria até meio nerd, devido a seu amor por livros e quadrinhos – sem contar o fato dele não ter muitos amigos. 

Começa a se lembrar de como estava desapontado na sua festa de aniversário de sete anos por ela ter sido um fracasso, já que nenhum dos coleguinhas da escola compareceu. Mas isso, não o incomoda, pois ficou muito satisfeito em ganhar de presente livros e um gatinho.

No entanto, coisas estranhas começam a acontecer e ele relembra sua infância repleta de acontecimentos fantásticos intrinsecamente ligados ao mundo real. Quando vemos pela visão do menininho, as coisas se parecem muito mais simples:

“Ao lado da lareira, a gatinha bebia o leite cremoso do outro pires e ronronava tão alto que dava para ouvir do outro lado do cômodo. Queria saber ronronar também. Eu teria ronronado naquele momento.” 

Durante os acontecimentos ele conhece uma menina que será sua única amiga e o tempo todo no livro, o nome do personagem não é citado, o que nos faz mergulhar ainda mais na história, como se fosse algo acontecido conosco.

Cheio de lições, a história é cheia de simbolismo e trata tanto de felicidade, quanto de medo e perda. E alguns parágrafos são tão deliciosamente bem trabalhados, que eu preciso reproduzir ao menos um deles:

“Vou dizer uma coisa importante para você. Os adultos também não se parecem adultos por dentro. Por fora, são grandes e desatenciosos e sempre sabem o que estão fazendo. Por dentro, eles se parecem com o que sempre foram. Com o que eram quando tinham a sua idade. A verdade, é que não existe nenhum adulto. Nenhum, no mundo inteirinho.”

O final do livro é perfeito, termina exatamente como deveria ser. Leitura totalmente aprovada. Um livro que merece ser saboreado, palavra por palavra.

“Pessoas diferentes se lembram das coisas de jeitos diferentes, e você nunca vai ver duas pessoas lembrando de uma coisa da mesma forma, estivessem elas juntas ou não.”









Tempo: 1 dia
 Finalidade: Diversão/Reflexão
Restrição: Pessoas que não gostam de fábulas
Princípios ativos: Lembranças, Melancolia, Fantástico/Sobrenatural

Título: O Oceano no Fim do Caminho
Autor(a): Neil Gaiman
Editora:  Intrínseca
Número de Págs.: 208 páginas







|
Gostou?

3 comentários:

  1. Olha, eu não levei muita fé não. Mas, eu tenho um livo dele e vou ter que ler, agora não lembro qual é. Dependendo do que eu sentir, talvez invista neste.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nada do Neil Gaiman com medo de ser muito enfadonho. Mas você me fez repensar meus valores sobre ele Sammy. Ótima resenha!!!

    ResponderExcluir
  3. Definitivamente não é meu estilo. :-(

    ResponderExcluir

Comenta aê!

Copyright © 2009 Retalhos Assimétricos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.