8

Nas profundezas do oceano

Posted by Nanda Cris on 15 de março de 2013 06:00 in , ,
- Shera, não seja tão infantil!

- Maros, não estou sendo infantil! Simplesmente me recuso a considerar essa hipótese. Estou apenas sendo prática.

- Prática? Você vive em um mundo de sonhos, cercada de coisas perfeitas. O que você sabe sobre praticidade?

- Pelo visto sei mais do que você, que prefere ficar esperando os acontecimentos. Vamos pegar nossos ovos e fugir!

- Shera, sou o príncipe herdeiro, não posso abandonar meu povo, quantas vezes preciso dizer?

- E eu sou o que? Meu pai tem todo um futuro traçado para mim. Casarei com Hernos, para unir nossos reinos e aumentar ainda mais a sua dinastia. Não sou uma qualquer! Também sou da realeza.

- Eu sei, não foi isso que eu quis dizer...

- Até porque, não me lembro de ter produzido esses ovos sozinha!

- Ora, não, claro que não...

- Maros, onde está o guerreiro por quem me apaixonei? Parece uma criancinha se escondendo atrás da coroa do papai. Eu também tenho muito o que perder por aqui, mas não me importo! Troco todas as regalias, por uma vida com você e nossos filhotes.

- Você não sabe o que diz...

- Sei, sei sim. Não sou criança. Sei cada consequência que surgirá dos meus atos. A grande pergunta é: eu não me importo pelo que vou perder... e você?

Neste momento, o casal foi interrompido pelo som de nadadeiras que se aproximavam rapidamente.

Shera olhou por cima do ombro e pode ver os guardas de seu pai de aproximando, precedidos pelo próprio Rei Thitos, que tinha uma expressão furiosa. Ela abraçou-se a Maros, num gesto de desafio, com uma expressão determinada no rosto. Não desistiria sem lutar.

Maros soltou um suspiro aliviado. Odiava confrontos e Shera o estava colocando contra a parede mais uma vez. A interrupção não poderia ter surgido em melhor hora. Sentiu que ela o abraçava com força, mas não retribuiu. Não queria que Thitos considerasse qualquer afronta de sua parte. Manteve o rosto impassível. Era muito bom nisso.



- Shera, explique-se. - Thitos falou com sua voz de trovão.

- Pai, eu quero me casar com Maros. Não desejo ter nada com Hernos.

- E desde quando você toma decisões estratégicas para o reino, mocinha?

Neste momento Maros desvencilhou-se o mais delicadamente que podia de Shera e chegou para frente, afastando-se dela o mais que podia.

- Senhor, entendo completamente seu desapontamento e tenho a dizer que sou totalmente a favor da sua decisão. Também já sou prometido. Eu e Shera nunca poderíamos nos unir, uma vez que nossos irmãos mais velhos já selaram a união entre nossos reinos.

- Fico feliz que você compartilhe da minha visão, Maros. Dê lembranças ao seu pai. Minha filha, vamos agora para casa, seu pedido não há razão de ser.

Shera, com um ar desolado, olhou para seus ovos e sentiu uma determinação brotar.

- Papai, agora entendendo que este calhorda quis apenas me usar e eu amaldiçôo-o cem vezes por isso. Que seu reino nunca encontre a fartura e seu povo pereça em doenças e dor. - Shera soltava rajadas de ódio enquanto encarava Maros. Voltou-se para o seu pai e apontou os ovos com a mão trêmula - Papai, meus filhos...

- Filhos? Por Zeus! - Thito aproximou-se furioso de Maros - O que você fez com ela, seu moleque?

Maros apenas o encarou, petrificado. Shera olhava o desenrolar dos fatos com um sorriso de satisfação no rosto.

- Ah, agora não sabe o que falar, hem? Pois bem, a honra da minha filha vem antes das questões políticas do reino. Avise ao seu pai que o casamento entre vocês está marcado para a próxima lua cheia. É isso, ou guerra. Vocês escolhem o que preferem. - e voltando a atenção para os guerreiros que o seguiam, ordenou - carreguem os ovos até a incubadora real.

Alguns guerreiros pegaram os ovos delicadamente e se afastaram, a fim de cumprir as ordens reais. Aproveitando-se deste momento de agitação, Shera aproximou-se de Maros furtivamente e murmurou:

- Eu sempre consigo tudo o que eu quero, queridinho. Nunca se esqueça disso.




|
Gostou?

8 comentários:

  1. Maros é o típico jovem de hoje em dia... não quer assumir as responsabilidades e adora "pegar" e largar...

    A princípio, eu tive pena de Shera, mas achei que ela estava se humilhando demais. No fim, ela se armou de vingança. Não me quer? Então agora você vai sofrer, queridinho...

    Eu realmente me envolvi com a história deles!

    Parabéns, Nanda! Adorei a história!

    Só achei dois errinhos:
    "eu o amaldiçou-o"
    O certo é "eu amaldiçôo-o"
    Sim... é horrível, tem um zilhão de O's, mas infelizmente é termo correto...

    E o nome correto daquele lugarzinho para bebês prematuros, é Incubadora ;-)

    Parabéns de novo, guria! Adorei! (PS. Merece continuação... Da Shera se vingando até que Maros estivesse casado, mas a seus pés...)

    ResponderExcluir
  2. Atualizações feitas, obrigada pelas correções.

    Agora, aproveitando:
    Gostei da sua ideia para uma continuação... você me daria a honra desta dança? rs. Gostaria de continuar a história???

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. pow pow
    *Nanda sopra a fumaça da ponta das armas*

    Guria! Nem bem terminei de postar o comentário e você já corrigiu? PQP...

    A honra é toda minha! Obrigada por me confiar seus "filhos"...

    Gostaria muito de continuar a história ;-) Vou pensar em algo no finde para a continuação!

    ResponderExcluir
  4. Uau!!! O.O
    Amei o texto, Nanda! Nossa, amei também o posicionamento da imagem, bem como se uma foto tivesse realmente sido tirada naquele momento!
    Shera é das minhas, nossa. Um pouco cruel e dissimulada demais, eu diria, mas determinada como eu acho que um mulher deve ser!
    O Maros... vou te ser sincera, desde que eu vi essa imagem pela primeira vez, eu sempre achei que ele era... um bossal completo! Com essa cara? Tem uma mulher determinada nos seus braços e fica aí com essa expressão de tédio...
    Bem, o que eu quero dizer (antes que eu me perca totalmente em devaneios por que eu amo o Dorin Cleavenger, autor da imagem) e... Nanda, vc captou completamnete o perfil dos personagens! Meus Deus, ficou incrível, totalmente consizente com a imagem-tema e ao mesmo tempo com aquele jeito controverso e inesperado, totalmente "Nanda" de ser. Seus textos sempre deixam a gente com aquela cara WTF! O.O
    Parabéns, adorei!
    Fiquei muito curiosa pela continuação. Não quero influenciar a continuadora, só estou dando uma opinião, rss... como eu gostaria de ver a Shera levando o Maros pela coleira! É o mínimo que esse covarde irresponsável merece...

    ResponderExcluir
  5. Errata: Dorian Clevanger.
    Perdão :$

    ResponderExcluir
  6. Mana, que bom que vc curtiu o texto. Eu penei para conseguir pensar em uma saída para essa cara de Monalisa que esse cara tava fazendo e ainda conseguir um final feliz para a heroína.
    Mas, o caboclo voltou arretado e eu consegui psicografar essa história.

    Perceba que eu coloquei o desenho, não no começo como todas nós botamos, mas no exato momento do texto que ele se encaixa, como se fosse uma fotografia. Achei que ficaria mais interessante assim.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Nossa Nanda, adorei o desenrolar da historia!!! Se encaixou direitinho com a imagem.
    Muito criativa!
    E a atitude de Shera me fez pensar um pouco em mim mesma... "sempre consigo tudo o que eu quero" srsrsrsrsrsr
    Eu era muito assim antes de casar, dava um jeitinho de conseguir as coisas q eu qria, mesmo q nem todo mundo saisse satisfeito na história.
    Hoje eu vejo q nao é bem assim q tem que ser.
    Adorei amiga, parabens pelo texto!

    ResponderExcluir

Comenta aê!

Copyright © 2009 Retalhos Assimétricos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.