6

Resenha: O Pacto (Joe Hill) - by Sammy Freitas

Posted by Samantha Freitas on 23 de novembro de 2013 06:00 in , , , ,

 



Seria o homem pior que o diabo?
 
Quando comecei a ler O Pacto, fiquei muito surpresa com o estilo rápido e sem enrolações. O argumento do livro é bem desenvolvido, mas infelizmente fiquei com muitas questões pendentes.

E aí, foi com muita surpresa que descobri que o Joe Hill é filho do Stephen King.

A escrita do Hill é dinâmica e bem estruturada, ele desenvolve bem o tema, mas peca bastante em não esclarecer sobre a principal pergunta.

Lembrando que ele usa uma narrativa não linear, ora narra o presente, ora o passado, o que se torna essencial para a construção de cada um dos personagens, ele os transporta desde o primeiro contato até o último na maioria dos casos.

O Pacto conta a história do pacífico e inocente Ignatius Perrish, que tem sua namorada estuprada e assassinada e é o principal suspeito. Embora ele se livre das acusações, todos - inclusive sua família, acreditam na sua culpa.

Até que um dia, um ano após o assassinato, ele amanhece com um par de chifres. Os chifres tem o estranho poder de afetar as pessoas, fazendo com que desperte o pior de cada um e joguem verdades horríveis em cima dele.

Os chifres também mudam um pouco sua personalidade e ele começa a ter prazer em influenciar as pessoas que o maltratam negativamente. Durante o livro, ele fica numa luta interna constante - entre o bom Ig e o demônio Ig.

Quando ele descobre o poder que os chifres trazem, ele resolve descobrir e vingar a morte da sua amada.

O problema é que essa vingança desperta o que há de pior nele e ele não gosta do que vê. Nessa sua jornada da busca pela verdade ele acaba descobrindo muitas coisas sobre ele mesmo, sobre Merrin, sobre a família, amigos e todos os que o rodeiam.

Ele percebe que foi um marionete enganado e manipulado por muitas pessoas. Também descobre que muitas das coisas que ele pensava, não eram assim de verdade.

Enquanto lida com a própria maldade descobre que nem sempre o diabo é o único mal e que os humanos podem ser piores que aqueles que carregam chifres.


Considerações Finais:

O livro é muito bom, tem um enredo bem estruturado, mas peca ao omitir informações para entendermos o porquê de tudo ter acontecido.








Tempo: 4 dias
 Finalidade: Fazer as pessoas entenderem que são culpadas pela maior parte de mal existente no mundo.
Restrição: Pessoas facilmente impressionáveis.
Princípios ativos: Terror, Fantástico, Sobrenatural.


Título: O Pacto
Autor: Joe Hill
Editora: Sextante
Número de Págs.: 320 páginas

|
Gostou?

6 comentários:

  1. Odeio livros que não explicam o básico. Lançam uma pergunta na nossa cara e depois varrem a pergunta para debaixo do tapete e vida que segue. Me senti assim com "O livro do amanhã" e tô achando que vou ficar assim com esse livro aí também. Vou ler logo para botar de uma vez para troca, kkkk.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nanda, eu amei o livro, mas achei que o final foi cagado porque faltaram algumas explicações. E um amigo até reclamou de outras coisas - mas que estas, eu tinha entendido (quando você ler, me avisa para que eu possa comentar...).

      Excluir
  2. Sammy...a resenha ficou muito boa, mas não sou fã desse estilo literário. Tenho que admitir que o cara escreve muito bem e faz jus ao pai que tem, mas não gostei da estória. Em vez de curiosa, fiquei entediada (acho que sou do contra mesmo rsrsrs). Parei na metade e já pus pra troca.
    Mesmo assim sua resenha ficou perfeita, e acho que para quem gosta do estilo, é uma ótima dica de leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paty, honestamente falando, eu nem curto o gênero. Massss resolvi tentar. A história é mesmo muito bem escrita. Só que ficou devendo a principal explicação do porquê tudo ter acontecido. Até mostra uma cena, que teoricamente pode ser a culpada, mas foi muito superficial e sem entrar em detalhes. Mas tenho que admitir que vários trechos foram jogadas de mestre.

      Excluir
  3. Resenha bem interessante, Sammoka. Deu até vontade de ler, embora essas "lacunas" costumam me dar vontade de matar alguém, rss.. Mas achei interessante todo essa processo de desmascaramento das pessoas a volta, e a própria luta dele contra suas tendências obscuras. Gosto de assuntos que "dissecam" o interior das pessoas. Vou procurar por esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcita, querida eu AMEI o livro todo, a construção da história e dos personagens. O que ficou faltando foi só o grande porquê. Claro que somos perfeitamente capazes de imaginar uma solução, mas ficou solto demais, como um jogo de RPG sem mestre para direcionar à solução. Ainda assim, ganhou 4 estrelinhas - valeu pelo argumento, idéia, forma de escrita e construção dos personagens.

      Excluir

Comenta aê!

Copyright © 2009 Retalhos Assimétricos All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.